quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

UMA ROSA É APENAS UMA ROSA E NADA MAIS ALÉM DISSO.




*IMAGENS E TEXTO: FILME "O LABIRINTO DO FAUNO"
Esta é a história de Ofélia que ultimamente parece ser a minha triste história, pois rezo por um fauno e o mesmo não aparece...muito menos fadas e sequer uma borboleta!
" ...Há muitos e muitos anos, em um país longínquo e triste, havia uma montanha enorme de pedras negras e ásperas.
Ao cair da tarde, em cima dessa montanha, florescia uma rosa que conferia imortalidade.
Mas ninguém ousava se aproximar dela, pois seus muitos espinhos eram venenosos.
Entre os homens, falava-se mais sobre o medo da morte e da dor… e nunca sobre a promessa de imortalidade; e todas as noites a rosa murchava, incapaz de conceder sua dádiva a ninguém, esquecida e perdida no topo da montanha fria e escura… sozinha até o fim dos tempos.”
E a rosa continua a desabrochar todos os dias...mesmo assim!
afetuosamente
garoto corrompido

2 comentários:

A Flor do Sul disse...

Que história bonita.
Imagina que, um dia, alguém tivesse coragem e fosse até lá... Os espinhos nem teriam feito tanto pavor assim, depois de desfiados, e o efeito sobre o corpo do presenteado teriam sido duradouros.
Mas é claro que, ao relatar isso aos demais, chamariam ele de louco para disfarçar a vontade que teriam de fazer igual...
As fotos são sensíveis.
Parabéns, Garoto.

A Flor do Sul disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.