domingo, 24 de abril de 2011

CEMITÉRIO DAS PALAVRAS.

*IMAGEM: TOULOSSE LAUTREC, "A CAMA", 1983. 
"EMBORA POR VEZES NÃO DEIXASSEM DE RECLAMAR, NINGUÉM NUNCA PODERIA JULGÁ-LO PELA FREQUENTE DA ESCOLHA DA SOLIDÃO: HÁ DIAS EM QUE NÃO IMPORTE ONDE SE ESTEJA, DENTRO DE SI A FESTA É SEMPRE MAIS ANIMADA."
TEXTO DE A. LAUMOUNIER

Nenhum comentário: