domingo, 16 de fevereiro de 2014

NÃO HÁ SAÍDAS: SÓ RUAS, VIADUTOS E AVENIDAS...

*IMAGEM: AUTORRETRATO, FINAL FEVEREIRO 2014.
PARA SER LIDO AO SOM DE PIAF...EDITH PIAF!  
PREZADA NOITE PSICOPATA...
CARÍSSIMOS...
FELIZMENTE, GRAÇAS A INESGOTÁVEL IMAGINAÇÃO E A GENEROSIDADE DA INGESTÃO DE 80 MG DE CLORIDRATO DE FLUOXETINA, 40 MG DE CLONAZEPAM, 20 ML DE MALEATO DE DEXCLORFENIRAMINA, 500 MG DE DIPIRONA SÓDICA, QUE PODERIA CONDUZIR A QUALQUER COISA, ASSIM, SORRI, DEPOIS QUE TUDO QUEBROU E DESCUBRO QUE JAMAIS VOLTAMOS -QUANDO SOCIALIZADOS E AMADOS, POR QUE NÃO? - A ENTREGA DE ANTES, NAQUELA REPRESSÃO TIPO: QUEM É VOCÊ NA NOITE?
CÁ VAMOS SUPRINDO AS FALTAS, PREENCHENDO AS LACUNAS O MELHOR QUE SE PODE, VAI-SE ASSIM SE ENGANANDO E ROMPENDO PASSAGENS EM BECOS SEM SAÍDA E QUE SEM SAÍDA IRÃO CONTINUAR, VAI-SE INVENTANDO CHAVES PARA O LABIRINTO DE PORTAS ÓRFÃS DE FECHADURAS QUE NUNCA A TIVERAM: OLHO EM TORNO, O VAZIO DO OLHAR SE FUNDINDO COM O VAZIO DO QUARTO. DO APARTAMENTO AO LADO CHEGAM OS SONS RAREFEITOS DE ALGO QUE DEVIA SER MÚSICA E QUE CONFUNDE COM O SOM DO VENTILADOR.
TEM RAZÃO OS LÚCIDOS QUANDO DIZEM QUE A HISTÓRIA DA HUMANIDADE É UMA INTERMINÁVEL SUCESSÃO DE OCASIÕES PERDIDAS EM QUE VOCÊ SAI MEIO CORTADO E/OU LÁ NO FUNDO DE ALGUMA FOTOGRAFIA DESFOCADA, BORRADA, TREMIDA, DO PÃO DE CADA DIA DAS REDES SOCIAIS, POIS TUDO AO REDOR É CALOR E SOLIDÃO. O PEQUENO SERTÃO É GRANDE, PORÉM A ESPERA É ENORME!
DESDE QUE SENTI QUE IA CAIR E ME QUEBRAR INTEIRO AO SUBIR AS ESCADAS, QUIS DIVAGAR, CADA UM É PARA O QUE NASCEU, MAS HÁ QUE CONTAR SEMPRE COM A POSSIBILIDADE DE QUE NOS APAREÇAM PELA FRENTE EXCEÇÕES RELEVANTES: POR ISSO, QUIS TANTO SER A TUA PAZ, QUIS TANTO QUE VOCÊ FOSSE HONESTAMENTE AO MEU ENCONTRO. QUIS TANTO DAR E TANTO RECEBER EM CAPSLOCK. QUIS PRECISAR, SEM EXIGÊNCIAS E SEM SOLICITAÇÕES ACEITAR O QUE ME ERA DADO. CAI E ACORDEI.
NASCI. A NOITE ULTRAPASSOU A SI MESMA, ENCONTREI A MADRUGADA QUE SE DESFEZ EM MANHÃ, EM DIA NUBLADO, EM TARDE PREGUIÇOSA, EM ANOITECER E EM NOITE OUTRA VEZ.
GRATO...MUY GRATO! FIQUEI.

Nenhum comentário: